sábado, 8 de setembro de 2012

Vivendo e aprendendo

Hortênsias

Quando completei 15 anos de idade me achava independente. Fiz minha primeira viagem internacional (que foi bancada pelos meus pais, lógico, pois de independente não tinha nadica de nada). Lembro-me que minha mãe queria me dar um big festa de aniversário e eu não quis.
Ainda hoje ela guarda as lembrancinhas que preparou para aquela ocasião e não se conforma com minha escolha... Eu achava tão cafona as festas de 15 anos. Queria mesmo era viajar numa excursão pra Disney!

Pouco tempo depois entrei pra faculdade.
Me formei muito cedo e logo já estava empregada.

Namorei, casei e me tornei mãe.
Descobri o mundo da costura e da fotografia.
E o tempo passou...
Passou tão rápido! 
Puxa, 38 anos se passaram num piscar de olhos!
Quando se é criança a gente imagina que uma pessoa de 38 anos já tem uma idade bem avançada.
E olha eu aqui, uma jovem senhora. Quem diria!
Com muitos poucos cabelos que teimam em ficar brancos: o que é prontamente resolvido com uma visita ao salão de beleza mais próximo.

Ah, é impossível não ficar saudosa nas datas de aniversário...
Olhar pra trás e relembrar tudo que se passou.
E eu vivi momentos intensos no último ano.
Sonhos que se realizaram e outros que foram adiados.
Momentos felizes! Cresci, amadureci, aprendi, chorei mas também sorri.
Fiz novas amizades e fortaleci antigos laços.

Aprendi que não é preciso pressa pra nada (apesar de continuar sendo a mesma pessoa ansiosa de sempre) e que as mulheres de 38 anos não são velhinhas coisa nenhuma!
Cheguei até aqui e isso é o que importa.
Espero seguir mais adiante e continuar aprendendo: com os erros e com os acertos.
Vivendo e aprendendo!

Beijocas,
Tricia
  

6 comentários:

  1. Amiga! Muitas felicidades, muita saúde, muita paz!
    Desejo do fundo do coração tudo de melhor para vc, sempre!
    Muitos beijos da
    Ruby =)

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, Trícia! Nem sabia que era seu níver, junto com uma amiga. Vi hoje seu agradecimento no face, pois não aparecem aniversários no meu. Desejo todas as coisas boas possíveis para você!

    Sim, eu também pensava que chegar aos 38 era ficar velhinha, mas descobri que sinto o mesmo de quando tinha 20. Me sinto bem e jovem, tirando os travessos cabelos brancos, desses tenho pavor! Mas como você disse, nada que não dê para driblar. E eu também não quis festa de 15 anos, cortei o vestido para não ir kkk... a loka! Fiquei de castigo. Assim como casei de preto. Não parece, né, mas eu era meio esquisita. E eu até hoje não gosto de aniversário, também dizem que é esquisito, todos gostam de comemorar, eu não. Mas deixa pra lá. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, muitas alegrias e saúde!!
    Beijocas,Kátima.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns!!!
    Fabiola.
    http://blogencontrandoideias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Conheci teu cantinho hoje e pode ter a certeza que sempre que der entro pra dar uma espiadinha,pois seus trabalhos são lindos,que Deus abençoe suas mãos,bj......

    ResponderExcluir